10 de dezembro de 2007

mp3 do dia - of montreal

O EP Icons, Abstract Thee saiu em junho de 2007, alguns meses depois do badalado Hissing Fauna, Are You the Destroyer?. Dizem que foi feito das sobras da gravação do último. Faz sentido: o paradoxal pop ultra-alegre/ultra-depressivo recente do Of Montreal está nele, intacto.

Por que ultra-alegre? Os sintetizadores são açucarados; os ganchos melódicos, incontáveis; a batida, empolgante. Essa será a música pop de 2020, criançada.

E por que ultra-depressivo? As letras retratam um homem, Kevin Barnes, no fundo do poço, amargurado diante de um divórcio em processo, discorrendo literalmente sobre todas as causas da tragédia. A música tornou-se um meio para relatar os erros insolventes, a maldita recorrência do passado e o ódio pela outra parte - que acaba por se revelar em ódio por si próprio - pelo fracasso do relacionamento. E o que mais incomoda é a impotência do narrador, que mesmo com todo esse conhecimento, nada tem a fazer. O divórcio é a terceira verdade inexorável da vida.

Pronto, ponham mais uns 5 pontos na minha convicção em não casar.

E das 17 faixas de ambos os álbuns, No Conclusions é a mais impressionante. Parece a obra de um louco: 7 músicas concatenadas, uma melhor do que a outra, sem pausas ou protelações, por 10 minutos seguidos. Todas sobre a ida-e-volta mental de um suicida à beira do cadafalso, o próprio autor. Parece um musical perturbado da Broadway. E eu compraria o ingresso.







[MP3: of montreal - no conclusion]

Um comentário:

SHE... disse...

"O divórcio é a terceira verdade inexorável da vida"....depois deste post vc vai dormir alguns dias no sofá!!!!