15 de outubro de 2008

mp3 do dia - lukestar

lake toba
O Lukestar é norueguês, mas tem gostinho de emo/post-hardcore americano dos anos 90, aquele momento no qual a turma do hardcore baixou a guarda e disse sim à melodia e a influências mais diversas.

Ainda ficou aí para ler o resto do texto? Que bom.

A lembrança deve surgir da falta de estrutura geral no som do Lukestar: sobram sobreposições meticulosas de guitarras suaves e dedilhadas, vocais em locais inesperados, pausas e novos começos, tempo em contração e estendimento. Tudo em pé, miraculosamente, graças ao grude das melodias. E com uma camada adicional de notas espaciais, que cria uma esquisitice estranhamente palatável - aparentemente, eles são maiores do que o A-Ha lá na Noruega.

O refrão de White Shade é ridiculamente pegajoso. Dá vontade de cantar junto, ainda que duas oitavas abaixo do desequilíbrio hormonal da voz de Truls Heggero, mais alienígena ou infantil do que efeminada. Cantar escondido, claro. Isso não parece música de hipster. E o disco se chama Lake Toba. Vou ter que colocar umas 20 bandas neo-indie-folk-drone por aqui para recuperar o crédito.


[MP3: lukestar - white shade]
do disco lake toba (2008)

Um comentário:

Patrick Esteves disse...

Pois é, quando ouvia um certo album Indie/Rock de Fevereiro (2008), os Lukestar, reenviaram-me para algo que havia esquecido, lá nos anos 90 (início). Mas após o o texto... rendi-me! que saudades de coisas maneiristas e diferentes!!