23 de janeiro de 2009

a revolução dos nerds

Oh, my! Os nerds expulsaram o De Leve com a sua banda, Leme, do palco, em um show que eles estavam fazendo na Campus Party.

Detalhe: depois da confusão, o nerd foi "entrevistado" e falou que quebraria o De Leve se pegasse ele. Coitado!



Para quem ficou curioso para ver a música do "mexe o cu", hoje, o Leme toca na Neu, na Peligro.

Peligro – sexta-feira (23/01)
show: Banda Leme
DJ: Dago Donato
horário: 23h
preço: R$15
preço com nome na lista (listaneu@gmail.com até às 18h): R$10
Rua Dona Germaine Burchard, 421 - Água Branca

9 comentários:

Gutierrez disse...

Não entendi por que o cara ficou tão nervoso com o De Leve.

fillipe disse...

O nerd alegou que se irritou com a música "México" em que o refrão é assim; "Mexe o cu mexe o cu mexe o culote" Esse nerd se acha O CULTO, quando as pessoas não gostam de alguma coisa elas automaticamente tem que se retirar, eesse eh meu pensamento. Acho que o deleve tinha que ter dado um diretão da fuça dele pra ele virar homem.

fernando araújo disse...

Expulsar um artista contratado pela organização, só porque não gostou da música dele (que, detalhe, ofendeu ninguém), é coisa de bêbado e/ou fascista. O cara deve ser os dois.

Carol disse...

Bom eu ja acho que o erro todo foi da organização do cpb; porque meu eles tem que ter santa consciencia de que o campus é um local onde mostra any tecnologias do mundo; e não um lugar de baixarias. Lá tinha gente de vários lugares do brasil; pessoas que mal conheçem São Paulo; familias com crianças pequenas e eu penso que esse famoso ditado popular ' os incomodados que se mudem ' não cola; porque os campuseiros pagaram para estar lá; pagaram para participar do tal evento e não para ficarem aguentando e ouvindo musicas de baixo nivel que nem é considerado musica no meu contexto; algo tão patético e ridiculo; musicas com ofensas, palavrões, insinuações de atos sexuais degenerando as mulheres; e agora imagino o que as crianças e famílias completas que estavam lá acharam do show desta banda e também com a organização do evento.
E Filipe; o Tyago tinha todo o direito de expor o pensamento dele; e outra eles pagaram para estar lá (acho que eu ja falei isso); e não foi só o tyago que nao gostou meu; a banda foi vaiada; isso te explica alguma coisa ?

fernando araújo disse...

Carol, mexer na mesa de som e ameaçar fisicamente um artista é "expor o seu pensamento"? Não, ele não tem o direito de agir assim. Que vaiasse, e muito, como outros fizeram. Isso seria correto. A idéia de democracia só interessa quando há alguma conveniência para você, né?

Olha, fui ao show da banda Leme e te garanto que não há quaisquer comentários depreciativos sobre mulheres. Há sarro e escracho? Certamente. Mas o De Leve não é Catra, não é Créu, não é Cumpadi Washington. O sujeito escreve - e muito bem, por sinal - sobre um sem-número de temas, e é um dos poucos a evitar a temática de violência que assola o hip-hop brasileiro. Mas só porque ele é "mano" e do Rio, o público da CParty já encarou seu show de maneira preconceituosa. Não tinha como ele ganhar.

greds disse...

é Carol, sua interpretação de duplo sentido anda realmente mal... rs não é de se imaginar porque o país tem o governo que merece. BigBrother é legal né? vocÊ deve ver novela huahuahua. Não gostar e tirar o músico do palco, imagina se a moda pega:
no teatro "PEÇA DE MERDA, DESCE GERAL" HUAUAHUHAUAHA isso sim é uma piada

Luís disse...

" 'PEÇA DE MERDA, DESCE GERAL' "

UHAHUAEHUAEHUHEAHUAE

No cinema "Filme terrível, acelera aí pra acabar logo" huAEHUAEHUAHUHUAEU

Daniel disse...

Carol vc deve ter feito que nem esse nerd...

Ouviu só o refrão e tirou suas conclusões do "artista" De Leve

Douglas disse...

po, quero ver o cara ir de marra com o DeLeve na rua, ele foi certo, tava trabalhando nao ia descer pra descutir, mas se o cara é tao macho assim, porque nao vai de cara com ele na rua ? " é aqueles nerd virgem, esse cara é um comédia " que nem os cara no final tava falando, é isso ae.. abraço DeLeve.. ;]