19 de maio de 2009

high places no studio sp - 15/05


Por Rodrigo Maceira.

Não conhecia muito bem o High Places. Dois dias antes do show, Cheky, amigo venezuelano, da dupla Jóvenes y Sexys, me chamou no MSN para dizer que teríamos um show imperdível em São Paulo. Tinha tentado levá-los para Caracas, sem sucesso. Depois, conversando com mis amigos de Dominódromo, combinamos de ir juntos. E fomos. Que sorte! Além de a vocalista ser tímida, linda e interessante, tem voz doce, afinada, e um swing irresistível. Ao lado, Robert Barber, ocupando o espaço do palco todo, com duas baquetas frenéticas e pancadas sequenciais sobre uma mesa digital. Pá, pum, pum pá. Ah, ah, ah. Efeito arrebatador: loops melódicos, mistura de dance FM com toques de Motown, clima de festa para apartamento, sala, cozinha americana e dois quartos pequenos. Que beleza! Pouca gente viu. Mas todo mundo voltou feliz. E compramos o vinil para continuar a farra em casa.

Um comentário:

Gilberto disse...

Poxa, no dia não deu pra ir, fiquei morrendo de vontade agora, depois de ler essa resenha. Ódio!