15 de janeiro de 2008

mp3 do dia - late of the pier

Sou partidário das músicas originais em detrimento dos seus remixes, especialmente quando alguém resolve fuçar em canções que considero sagradas. Diferente dos divertidos mash-ups ou samples, os remixes costumam me incomodar por violarem uma visão original, um conceito do artista.

É provável idealismo barato de alguém que cresceu ouvindo álbuns completos, contidos em pequenos discos plásticos, nota a nota. Ai se alguém ousasse pegar uma música do Pavement e:

a) adicionasse blips a ela;
b) sintetizasse os vocais do Stephen Malkmus;
c) estendesse a sua duração em 6 minutos.

BLASFÊMIA!

Logo, assumo que perdi um pouco do passo em dias nos quais tudo precisa virar remix; dias em que o remix é ouvido, pasmem, antes da música original; dias de termos como web 2.0, widgets, open-source software e, sempre ela, new rave - uma grande apropriação da cena de outrem. Deve ser uma reação à minha profissão de marketeiro/publicitário: quando esse balaio conceitual acaba por virar a essência do seu trabalho, torna-se difícil não achar o novo um tanto fastidioso.

Hoje, porém, abro uma exceção para esse remix de Broken, do Late of the Pier. A banda inglesa, que lançou apenas um disco gratuito de demos no MySpace e dois singles oficiais, é descaradamente inspirada no synth-pop oitentista (o primeiro single, Space And The Woods, é plágio de Cars, do Gary Numan), e no glam (como no refrão do segundo single, Bathroom Gurgle). No caso desse remix, entretanto, a banda assume uma terceira identidade do passado, o disco-punk, mas em uma versão cartunesca, digna de crianças com déficit de atenção, e, confesso, muito mais empolgante do que a canção original.

A faixa está na Kitsune Maison 5, nova coletânea da Kitsuné - gravadora-símbolo desses novos dias supracitados -, que sairá em fevereiro.

Pronto! Agora que assinalei um remix que também é faixa de uma compilação da Kitsuné como MP3 do Dia, sinto-me um pouco mais jovem e contemporâneo. Que alívio para os meus 26 anos.







[MP3: late of the pier - broken (fairy lights mix)]

2 comentários:

Thiago disse...

Oi! Também não gosto de remixes. Em geral são bagunçados e muito acelerados!! Eu não conheço essa música em sua versão original. Mas o remix é divertido, ainda que acelerado...hehe. Quanto ao frescor da música, ela soa bem contemporânea, bem new rave ahhahaha. Isso é bom?

fernando araújo disse...

Eu não sei. Ando tão confuso com essas mudernidades todas.